A importância de pensar no marketing

Sabemos que as escolas foram criadas para prover serviços educacionais, seguindo sua missão e valores. O problema é que algumas instituições de ensino levam essa afirmação tão a sério que não permitem que outros setores da empresa se desenvolvam. Elas acabam se especializando na qualidade educacional e deixam de lado a administração e o marketing.

Quando analisamos a história da educação básica privada brasileira, entendemos que essa é a consequência de um modelo de gestão baseado na entrega de um serviço essencial, que foi criado em um cenário de extrema segmentação e baixa competitividade. O tempo passou, a competição aumentou e o mercado se profissionalizou com a entrada de gestores e empresários que balanceiam a qualidade educacional com estratégias e ações de gestão próprias para o segmento.

O marketing é o setor da empresa que mais sofre com esse processo. As dificuldades são muitas:

–      Temos uma única janela de vendas ao ano, e todos vendem ao mesmo tempo. A consequência é a sobreposição de mídias e a dificuldade em mostrar os reais diferenciais da escola.

–      As agências de publicidade entendem que as escolas são empresas de serviço como qualquer outra, e isso faz com que as peças publicitárias se pareçam entre elas.

–      As escolas não possuem profissionais de marketing porque entendem que não faz sentido pagar alguém por 1 ano para produzir uma campanha que dura 4 ou 5 meses.

–      Há uma real confusão entre o que é marketing e o que é mídia, e isso confunde o gestor da escola que não consegue decidir onde investir.

Para superar todos esses obstáculos é preciso entender que uma empresa que possui um serviço contínuo, com lenta entrega de resultados, que possui alto contato pessoal com o cliente e, acima de tudo, que sobrevive da inovação e credibilidade, necessita mostrar o que faz (e como faz) todos os dias. E quem faz isso é o setor de marketing.

Marketing para escolas não significa mídia para escolas, e sim como mostrar como o serviço é entregue, e seus resultados. Ele precisa trabalhar integrado com setor educacional para entender o que precisa ser captador, como explicar o que é realizado e onde apresentar o desenvolvimento educacional. Tudo isso integrado com a necessidade de captação e fidelização de alunos.

O desafio é grande para quem nunca planejou que a empresa precisa mostrar seu desenvolvimento, e para isso fomos criados. O projeto de captação e fidelização de alunos da Vecte ajuda sua escola a estruturar sua área de marketing para que a instituição de ensino tenha total controle do que é feito. Entre em contato e solicite uma apresentação. Teremos o prazer em apresentar nossas soluções.

– Denis Drago

Anúncios