Exemplo de péssima liderança

Não há muito o que falar depois de acompanhar o caso do naufrágio do navio Costa Concórdia, na costa da Itália. Desde a primeira notícia havia rumores de que o comandante havia abandonado o navio antes da retirada de todos os 4.200 tripulantes e passageiros. A confirmação de que o comandante realmente abandonou o navio deixou todos em choque.

A polícia italiana, que imediatamente deteu o comandante Schettino, divulgou hoje um áudio com a gravação entre a Capitania dos Portos e o comandante:

.

Tradução abaixo (publicado no Estadão):

De Falco: Aqui é De Falco, de Livorno, falo com o comandante?

Schettino: Sim, boa noite comandante De Falco.

De Falco: Diga-me seu nome, por favor.

Schettino: Sou o comandante Schettino.

De Falco: Escute, Schettino. Há pessoas presas a bordo. Quero que volte para o barco e me reporte quantas pessoas há a bordo. Fui claro? Estou registrando esse telefonema.

Schettino: Comandante, digo que…

De Falco: Fale mais alto. Coloque a mão na frente do microfone e fale mais alto, ok?

Schettino: No momento o navio está inclinado…

De Falco: Entendi. Olha, há pessoas saindo pela proa do navio, com um bote. Vá naquele bote, volte até lá e me diz quantas pessoas estão a bordo. Fui claro? Me diga se há crianças, mulheres e pessoas que precisem de ajuda. E me dê o número de quaisquer categorias, fui claro? Olha, Schettino, você pode ter se salvado do mar, mas para mim isso é muito ruim… posso fazer você passar por um grande problema! Volte ao barco, c…!

Schettino: Comandante, por favor…

De Falco: Por favor não… vá para o barco agora. Me assegura que está indo para lá.

Schettino: Estou com a lancha de socorro. Não fui a lugar nenhum, estou aqui.

De Falco: Que está fazendo?

Schettino: Estou aqui coordenando o socorro.

De Falco: Está coordenando o que daí? Volte para o barco, coordene o socorro a bordo. Está se recusando?

Schettino: Não, não… não estou me recusando.

De Falco: Está se recusando a ir para o navio, comandante? Me diga por que está fazendo isso.

Schettino: Não estou indo porque a lancha em que estou está parada.

De Falco: Vá para o barco, é uma ordem. Não deve fazer nada diferente disso. Declararam abandono do navio, e agora quem comanda sou eu. Vá para lá! Fui claro? Não está me ouvindo? Vá e me ligue diretamente de lá. O helicóptero está na área.

Schettino: Onde está sua equipe?

De Falco: Está à frente da proa. Já há dez cadáveres, Schettino.

Schettino: Quantos cadáveres?

De Falco: Não sei, ninguém sabe. Ouviram dizer isso. Deve dizer para mim quantos há, Cristo!

Schettino: Mas está escuro e não conseguimos ver nada!

De Falco: E por que quer voltar para casa, Schettino? Está escuro e quer voltar? Pegue o bote, vá até a proa do navio e diga-me o que se pode fazer, quantas pessoas estão lá e o que precisam.

Schettino: Estamos com o segundo comandante.

De Falco: Subam no navio os dois, agora. Você e o subcomandante vão agora, entenderam?

Schettino: Comandante, quero subir no navio, mas há outro barco aqui. Já há outros socorristas, o barco parou ali, já chamaram mais gente…

De Falco: Já faz uma hora que está me falando isso! Vá a bordo agora, vá A B-O-R-D-O!!! E me diga imediatamente quantas pessoas estão lá!

Schettino: Está bem, comandante!

De Falco: Vá, vá agora!

.

A partir de hoje está decretado que esse será o exemplo número 1 para péssimos líderes. Pior do que decidir mal é não decidir. E pior do não decidir é fugir da sua responsabilidade.

.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s